sábado, 13 de fevereiro de 2010

Zulu e instrumentos do Acústico


Esse é o Zulu que eu reencontrei ontem em Botafogo, no Rio. Ele foi o cara que assinou embaixo na hora de decidir se o nome da banda seria O Rappa realmente. Vejam só como nada é de graça. Eu estava procurando um endereço e vi o Zulu em frente a um restaurante bacana. Ele deve trabalhar lá. Com sua voz majestosa e sorriso largo. Salve Zulu !!
Quanto ao Acústico, eu sempre me interessei por outros instrumentos. Na casa dos meus pais, rolavam ensaios com harpa, clarinete, oboé...Toquei muito tempo em banda de salsa, numa época em que esse gênero era conhecido por poucos. Uns vinte anos atrás. Tenho um interesse especial pelos tambores e por todas as percussões. Antigamente, percussão era algo tratado com despreso e hoje em dia, já se tem um respeito maior. Quando pintou a estória do Acústico, percebemos que seria bom ter mais percussionistas no palco, já que os instrumentos não poderiam ser eletrificados. O peso do som viria por aí. Quando se têm instrumentos de timbres diferentes, a riqueza é maior. É uma espécie de mistura de raças que no final ganha forças. Claro, sem prazer pelo lance fica difiícil. Na verdade, sempre usamos instrumentos variados nos discos, mas nunca ao vivo. Imaginem um steeldrum que vem do Caribe tocando com uma rabeca que é uma versão brasileira de um violino e vem do Nordeste. Só podia sair caldo.

18 comentários:

Tatiana Maria disse...

Sempre legal saber sobre essas coisas... xD

Tatiana Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Acredite disse...

Finalmente consegui voltar ao RJ de 22 a 31/01, mas não tinha nada programado no site de vocês... Que pena! Continuo com saudades daí sempre que vejo fotos tiradas no meio da rua. Sugestão: mesmo não tendo programação oficial (férias), vocês poderiam postar se forem tocar "alternativamente". Bjs Ma Cláudia

julgamento disse...

Curti mto essa historia do nome,tava vendo um video no you tube da "biterusso champagne" ao vivo na tour do acustico,putz q som e aquele,será que um dia vcs voltam com ela pro set list?

Marcelo disse...

A poesia não se perde ela apenas se converte pelas mãos no tambor...esse lance de efeitos q rolou bastante no 7x é legal....mas nada se compara ao som do tambor,cajon,akele instrumento q não sei o nome q vcs usam no inicio de minha alma,cuíca....

Marcelo disse...

e o steeldrum deve ser dificil pra caraii tocar

Luana Costa disse...

Oi Lobatinho...

Cara, muito bom ver esse tipo de postagem, muito bom para nós que admiramos o trabalho da banda saber de onde e como as coisas surgem... e viram sucesso !!!

Um grande beijo

paulo disse...

Os sons que eu mais curti foram do steel drum, a rabeca e a orquestra d campainhas q fizeram akelA "pedrada"...
Vlew pela resposta e pela paciencia e alegria com a galera q gosta do som na real, Vida longa a toda familía O RAPPA....

Fanzine Episódio Cultural disse...

FANZINE EPISÓDIO CULTURAL

Meu nome é Carlos Roberto de Souza (como escritor meu pseudônimo é Agamenon Troyan). Sou editor do Fanzine Episódio Cultural, uma publicação sem fins lucrativos, distribuída gratuitamente em algumas Instituições Culturais, como: Cia Bella Artes (MG), PUC (MG), Casa das Rosas (SP), Instituto Moreira Salles (MG), UNIS (MG), Cultura Na Calçada (MG) e em breve no Museu da Língua Portuguesa (SP)

Escritores, poetas, contistas, jornalistas, artistas plásticos, enviando matérias de cunho cultural: Cinema, Teatro, Moda, Esporte, Livros, Curiosidades, Turismo, Música, Dança, Poemas, Crônicas, Folclore, Artes Plásticas... para serem publicados nos blogs e no formato impresso..


Obs: As matérias enviadas para o formato impresso não poderão ultrapassar de (MEIA FOLHA NO WORD /TIMES ROMAM /12).

Para o formato virtual (blogs do fanzine), o texto pode ser maior, sem restrições.

Instituições Culturais, favor entrar em contato se desejarem receber gratuitamente exemplares das próximas edições.

Contato:

Carlos Roberto de Souza
(35) 3295-6106 /residencial
(35) 3295-9211 /comercial após às 14hs
machadocultural@gmail.com

Links
BLOG
http://www.fanzineepisodiocultural.blogspot.com
www.myspace.com/tarokid2003
http://www.orkut.com.br/Profile.aspx?uid=5139852101387050511

VÍDEO DO LANÇAMENTO DA MINHA (Revista do Cinema Machadense)
http://www.youtube.com/watch?v=msoR2iUr-8M


INFORME UM ENDEREÇO ( RUA, CEP. CIDADE, ETC) PARA RECEBER UM EXEMPLAR GRATUITO.

mari cardoso disse...

Estou com muita saudade de vcs,principalmente do tocador de campainhas mais competente e gente boa do brasil!
A arte ainda se mostra primeiro.
beijos a todos.
Mari

Alê Melo - BsB disse...

Olá Lobs!

Salve, salve Zulu, prazer em conhecê-lo!

Saudades...

P.S: ale...

BBP

Alê Melo - BsB disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alê Melo - BsB disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
GLEIDSON disse...

hehehe campainha foi demais msm

acustico ficou fodastico ,e o som de cada instrumento podndo ser notado com audio perfeito d+++++++++


the best

SALVE SALVE ZULU !HUMILDADE SEMPRE MY BROTHER!!!ABÇ

SAUDADES CABULOSAS DOS SHOWS EINH HEHEH

adri2009 disse...

Ah Lobato vc se interessa por tudo o que é diferente na música isto sim... Salve Zulu, Salve O Rappa...

Beijos
:-)adri

Renata disse...

Lobato em questão de riqueza musical você é o cara! Parabéns por todo conhecimento musical, por tudo de bom que você traz para O Rappa, tenho certeza que a banda não seria a mesma sem você com sua linda mania de comprar instrumentos em todos os lugares que vai!
Saudades de você tah matando, não vejo a hora de estar junto novamente!
Te adoro demais!

frog disse...

Pois é brother concordamos todos(pelo menos falo pelos fãs do rappa) que a integração de instrumentos musicais nos traz sensações variadas que nos tiram do quotidiano e nos levam ao "mundo rappa"...
Uma idéia legal de integração musical seria uma conversa entre um berimbal e um shamisen(aquele violãozinho japonês muito louco) sobre o dia-a-dia de cada um ... sugestão de fã hahahaa abraço !!

Evelyn disse...

Lobatinho!!! Saudadesssss

sabe que vc me deve ainda "aquele" video né

heheheheh