quarta-feira, 7 de abril de 2010

Mais porão


Postei no site a banda fazendo Lado B Lado A. Quanto ao blog e site do Afrika Gumbe já estou bolando a parada.
As chuvas hoje deram uma trégua, mas a cidade tá toda emporcalhada. As crianças estão em casa sem poder ir à aula. É claro que choveu muito, mas acredito que se houvesse mais educação por parte da população, não seria tão grave a situação. Vejo as pessoas jogando lixo nas ruas o tempo todo. Aí vem o mesmo papo. Falta de providências por parte das autoridades quanto ao sistema de escoamento das águas e muita gente habitando zonas de risco. É um longo debate. Incrível como sempre nos deparamos com uma coisa chamada Educação. Sem ela não sabemos cobrar, não sabemos efetuar soluções, não consideramos que as ruas são uma extensão de nossas casas, não temos noção de cidadania. E depois fazemos passeatas cobrando coisas muito justas, mas não assumimos nenhuma responsabilidade. É como se as coisas fossem isoladas. Como se vivêssemos em ostras. Acho que nosso destino é ficar se repetindo como um moto perpétuo. Errar muito até aprender alguma coisa que preste. Como diz o Bnegão:" O processo é lento."
Mas a natureza é implacável. Não tem dó, não faz julgamentos. Apenas age.

18 comentários:

Roseli_Gabriela disse...

Poxa Lobato!!! Você falou tudo...
Como podemos cobrar limpeza, e educação da população perante os acontecimentos, se nós mesmos não agimos como tal.
O que "nós" devemos aprender é que se respeitarmos a natureza, provavelmente os efeitos naturais causados por ela não seriam tão desastrosos. Precisamos nos reeducar, para assim poder cobrar algo de alguém.
Espero de coração que tudo volte ao normal no Rio o mais rápido possivel... Infelizmente ficará a dor de muitas famílias...
Beijos!!!

Marcio disse...

Você tem razão! Discutir esse assunto vai levar muito tempo. O que mais me deixa bolado, pode ser que eu me engane, é que em pouco tempo a mídia vai deixar tudo isso pra lá... Será que os noticiários estão realmente preocupados em levar a informação ou tudo não passa de cobertura do assunto pra vender mais?! Se a imprensa fosse todos os dias entrevistar os governantes para saber o vai ser feito, por exemplo, da praça da bandeira e do rio maracanã, que sempre que chove um pouco mais alagam, será que algo não teria sido feito??? Infelizmente tem que morrer um monte de "verdadeiros heróis" pra que alguém tome alguma atitude...

Karina disse...

Entendo da mesma forma que você. Tudo parte do príncipio básico da educação.

Acho que não vale passar a bola só para o governo. A população tem sim grande culpa no que acontece.

A mídia, por sua vez, se deixasse de só noticiar as tragédias, podia usar todo seu espaço e influência para conscientização, nem que fosse "a força". Massacrando as pessoas na questão do lixo, criando bordões negativos para o porcalhão que tem coragem de jogar lixo pela janela do carro ou qualquer outro lugar, enfim. Batendo na mesma tecla, diversas vezes, para ver se entra na cabeça do povo, à força.

Enquanto isso, vamos vivendo à mercê do caos.

bjks

Thiago disse...

Problema do brasil eh que tem que rolar morte, tem que ter tragedia para ver o que esta errado. Tudo isso ja tinha sido planejado antes, o dinheiro ja tinha sido enviado para as areas competentes... mas pa aonde foi a grana?? provavelmente pra cueca de alguns presumo. (desculpe os erros de português, sou semi analfabeto mesmo kkk)

CaaH disse...

Concordo! Os politicos só lembram de resolver a situação quando ela se agrava....Eu acho que deveria existir uma lei em que as pessoas não pudessem construir casas em barrancos. Sei que é difícl pra essas pessoas mas, é para a própria segurança delas. O mais importante é a vida, o resto a gente corre atrás.

Obs;Admiro O Rappa demaiis...em especial_ Marcelo Falcão_Amoooor incondicional ♥

Tatiana Maria disse...

Lobato, há um grande problema no Rio onde dão preferências a fazer obras que dão visibilidade às administrações públicas. Calçamento e asfalto em ruas, urbanizar morros (no sentido de favelas). Fazer obras para escoar a água da chuva, evitando enchentes, só são lembradas quando tragédias como a dessa semana ocorrem.
Prefeitos do Rio e de Niteroi disseram que é perigoso morar em morros e vão retirar as famílias que moram nas encostas. Descobriram isso agora?! Ou gostam de utilizar tais lugares como palanque eleitoral?! Tempos atrás minha mãe pediu ajuda a um político aqui da Ilha para resolver um problema perto de uma favela, e o cara perguntou quantos filhos ela possuía acima de 16 anos. Minha mãe deu um ataque! Não é assim que deveria ser. Ele tem de fazer porque a região precisa e não para ganhar votos.
Deve se repensar na cidade e em como cuidar dela. Cada um tem sua cota de responsabilidade. Não jogando lixo, não incentivando construções irregulares (favelas de rico e favelas de pobre), e cobrando dos órgãos e empresas pelos serviços que prestam.
Eu tenho feito isso. Quando se aumenta o coro, pode haver uma melhoria da nossa cidade.

Alê Melo - BsB disse...

Olá, Lobs e Pessoas!

Certíssimo o pensamento que todos devemos nos EDUCAR, independente da posição social, pois o problema atinge a todos (as). Discuti muito com um amigo dia desses porque ele jogou uma latinha no chão, me indignei quando ele disse que dali a pouco um catador passaria e a recolheria e ainda ganharia uns trocados, num dado momento resolvi não mais falar nada porque sei que não adianta argumentar com alguém que sabe que o que está fazendo, no mínimo, não convém mas mesmo assim o faz, aí já é questão de escolha - preferiria que ele fosse um ignorante total.

A responsabilidade dos políticos é nossa, nós os elegemos, lembram-se? Portanto deveríamos cobrar suas responsas, telefonando, mandando e-mails, indo aos eventos onde ele estão, etc. (Faço isso!)

Quanto aos nossos erros, Lobs, chegará o tempo em que em grande escala teremos que reconstruir tudo o que destruímos, limpar as águas, replantar as árvores, enfim, desimpregnar a linda Terra. Estaremos mais evoluidos, mas por enquanto está tudo certo!

Desculpem a extensão!

...

BBP!

Paulinho_Reggaeraiz disse...

Oque mais engraçado(ou trágico) é q agora os caras arrumaram 1,6 milhão, que corresponde a 1% da verba do Ministério da Integração Nacional destinadas ao Programa de Prevenção e Preparação para Desastres, não é suficiente para intervenções públicas relevantes, isso é insignificante!!
Pelo tamanho do caos, seria necessario no minimo 4 milhões, segundo a defesa civil do Rio.
Por falar em imprensa, a galera tá certa em dizer q deve-se ensinar a evitar este tipo de coisa ao invés de apenas andar de barquinho por aí mostrando o tamanho da calamidade, porém isso se deve aos telespectadores, q ao invés de assistir, sei lá, algum debate da cultura ou futura q procuram formas de passar essas informações, preferem assistir a FAZENDA, BBB, TV FAMA, e assim por diante... (Desculpai, me empolguei)

Thiago disse...

mas vei fazer o que? nesses casos, ninguem mora embaixo da ponte ou em barranco porque gosta de morar ali. Infelizmente isso é um tipo de problema que se fomos analizar, é mais profundo e complicado do que pensamos.

GLEIDSON disse...

Pois é ,a Educação é o caminho mas parece que tá dificil caminhar,o ser humano é inteligentissimo e evoluiu de forma fantastica mas a sociedade ainda esta no meio do caminho.confirmo O PROCESSO É LENTO!!Garanto que se avisassem que estava caindo ninguem sairia ,lido com isos aqui na minha area é a mesma coisa ,ta caindo mas ninguem sai ,e se usar a força é ditadura (de fato a força é desnescessaria porque nao é bandido ,é trabalhador honesto ,apesar de sem consciencia das proporçoes do perigo)mesmo assim o governo tem culpa por realizar obras eleitoreiras que so servirma para maquear o perigo.
A natureza reage,ação e reação ,a falta de respeito é absurda .a falta de conscientização tambem.
mas que bom saber que deu uma tregua!!

Deus abençoe!!

GLEIDSON disse...

EDUCAÇÃO É TUDO!

Rosana Candido disse...

Oi Lobatinho!

Ano de eleição qualquer coisa serve para temas dos discursos políticos e vc tem razão TUDO é uma questão de educação, não só a educação academica, mas a educação básica que qualquer cidadão tem que ter... O RESPEITO AO OUTRO E AOS LUGARES AONDE VIVE!!!

Ahhh olhando por essa perpectiva é tudo tão redundante...dá uma preguiça... só sobra a revolta de ver tudo acontecer novamente e pessoas morrendo, infelizmente

Bjs e muitas saudades!

adri2009 disse...

Aqui em SP não é diferente... isto vocês vêem pela TV, mas vivemos de baixo d'água, perdemos bens materias, perdemos vidas, porém no RJ foi uma tragéia a parte que toca qualquer coração...
A culpa é nossa dos alagamentos, que jogamos lixo na rua, que colocamos o lixo sem ser a hora certa do caminhão de lixo passar, que não respeitamos o meio ambiente e ai vem a chuva e tem gente que diz: "Deus não gosta mais de nós"... Estamos colhendo aquilo que plantamos.... Infelizmente.... Eu gostaria muito de dirigir por exemplo e não ver os porcos jogando lixo pela rua, me dá uma vontade de jogar o carro sobre eles e dar uma lição de moral, mas digamos que fazendo a minha parte já ajuda.... E eu desprezo quem joga lixo na rua, quem não respeita o meio ambiente e também desprezo os governantes que não fazem campanhas efetivas, que não educam as pessoas, se bem que na minha opinião este é o tipo de educação que tem que vir do berço e não da política, mas enfim, se todo mundo fizesse um pouco, os problemas seriam bem menores. A natureza só nos devolve aquilo que mandamos pra ela.

Eu não sei no RJ como é, mas aqui em SP tem muita gente porca, jogam latas de refrigerante, embalagens de salgadinho, bituca de cigarro, colchão, sofá, joga-se de um tudo na rua e depois a população que faz isto ainda tem coragem de abrir a boca pra reclamar, sendo que o culpado da merda, são exatamente as pessoas que fazem isto.

Quando eu tinha 9 anos, a minha professora de português disse na sala de aula sobre o lixo: "Quando você limpa a bunda no banheiro da sua casa, você joga o lixo no chão?" Todo mundo respondeu: "Não professora". E Ela completou: "Então porquê jogam lixo no chão pelas ruas? Porque ao invés de jogarem na rua, não jogam no chão de suas casas?"
Só sei de uma coisa, isto nunca mais saiu de mim, eu já não era de jogar lixo na rua, mas sempre um papel de bala e outro eu jogava, mas depois que eu ouvi isto, eu nunca mais joguei nada e valeu pra minha vida toda, tanto é que muitas pessoas me acham insuportável quando saem comigo de tanto que eu pego no pé sobre este tipo de atitude.

Grande Beijo Lobato

Renata disse...

Lobatinho mais uma vez você foi excepcional nas suas palavras! Você está super correto! A população (não só no Rio de Janeiro mas em todo Brasil) cobra demais e faz de menos... Espera até que o pior aconteça pra se ligar pra precisa sair do morro, dos lugares que já foram condenados pela defesa civil... Entendo que muita gente não tem pra onde ir mas ficar esperando de braços cruzados pela ajuda do governo é burrice!

Beijos
Saudades docê!!!

Renata disse...

Lobatinho mais uma vez você foi excepcional nas suas palavras! Você está super correto! A população (não só no Rio de Janeiro mas em todo Brasil) cobra demais e faz de menos... Espera até que o pior aconteça pra se ligar pra precisa sair do morro, dos lugares que já foram condenados pela defesa civil... Entendo que muita gente não tem pra onde ir mas ficar esperando de braços cruzados pela ajuda do governo é burrice!

Beijos
Saudades docê!!!

paulinho disse...

é preciso ter educação!!!pedi pra chover,mas chover de mancinho...são gonçalo está um cáos!!!

Joao Vitor disse...

Falou tudo Rei !
Esta semana eu estava no trabalho discutindo isso msm, e chegamos a mesma conlusão, como podemos exigir uma coisa se fazemos outra! =/

Abraço

omar disse...

E em vez de se gastar rios de dinheiro planejando Melhorias "maquiadas" para a cidade por causa das olimpíadas, os governantes poderiam olhar para as camadas mais miseráveis da sociedade que clamam e esperam por uma ajuda e por soluções para seus dilemas. eles estão aí, na nossa cara, debaixo dos viadutos, nas praças, nos becos e vielas, nas palafitas, sim, palafitas e nada se faz a respeito.
penso que ninguém queria fazer sua casa em cima de um lixão e se pudessem construiriam em uma área como camboinhas,icaraí,itacoatiara,etc. mas não deu, então fizeram lá no bumba.